HOME | HISTÓRICO | TÉCNICAS | TRABALHOS | ARTIGOS
PALESTRAS | MONOGRAFIAS | CURRÍCULO | CONTATO
TÉCNICAS

O que vem a ser uma Restauração

Restauração é a arte de conservar e recuperar bens culturais. A restauração consiste na preservação da originalidade da obra de arte em sua integridade em relação à forma, cor, pigmentos e texturas originais. Existem colossais diferenças entre os termos restaurar e consertar, ao contrário do que se supõe. Há um desconhecimento do que venha a ser restauração de uma peça de arte e um simples conserto.

Toda restauração é igual?

O processo de restauração de uma obra, não importando que seja uma tela pintada a óleo, clássica ou moderna, uma escultura em madeira sacra, porcelana, papel ou mármore, o cuidado que o profissional tem com cada uma delas é o mesmo. Contudo,o processo de restauração de cada peça em particular diferencia bastante entre o uso de materiais e produtos químicos que permitem a reestruturação da peça o mais próximo possível de seu original, devendo apresentar no final um resultado quase perfeito, às vezes não se notando onde foi feita a intervenção pelo restaurador. A tarefa de conservação de uma obra exige ainda a atenção ao conjunto de condições de ambiente em que ela esteve instalada ou guardada, além do conhecimento de suas características específicas. Uma peça mal cuidada ou mal conservada futuramente vai acabar necessitando de restauração; portanto, conserva-se, ou seja, preserva-se para não restaurar. Todos os dados de cada obra - por exemplo, se esteve em um museu ou uma residência, se manteve exposta á luz do sol, poeira e/ou mudanças de temperatura ou umidade - são relevantes para se obter um bom trabalho final. Com isso, obtem-se o máximo de informações, documentos , e o registro fotográfico da peça que se vai restaurar, sendo isto primordial para escolher o tipo de técnica e materiais que devemos aplicar em diferentes casos.

Reversibilidade

É a lei número um da restauração - é um aspecto fundamental no processo de restauração. Tudo que se agrega a uma obra de arte deve poder ser retirado a qualquer momento, em caso de se observar o original, na possibilidade de surgimento de produtos melhores, ou para saber se foi feito anteriormente alguma intervenção, ou na possibilidade de se reverter um processo em andamento.

 

 

 

 

 

 

 

Qual a formação de um restaurador?

São vários os requisitos técnicos necessários para a realização deste delicado trabalho. A arte de restaurar uma obra exige acima de tudo um conhecimento multidisciplinar que deve abranger áreas de interesse bastante distintas. O trabalho de um profissional de restauro exige estudos detalhados de artes em geral, desenho, pintura, gravura, escultura, estudos de química, biologia e muita habilidade e destreza manual e artística, como também muita paciência. Estes estudos são adquiridos nas escolas técnicas e de nível superior de restauração que são poucas no Brasil. A Europa possui maior tradição no que se refere à restauração. Poderia se dizer que o restaurador deve ser um pouco físico, químico arquiteto, desenhista, fotógrafo, pintor, artesão, saber utilizar ferramentas pesadas, como formão e plainas. Porém nenhum aspecto pode ser privilegiado, mas todos envolvem a recuperação da obra. Este oficio também exige um alto nível de especialização e aprimoramento constante de quem o exerce. Nossa meta é conseguir um padrão de excelência no exercício de nossa complexa, dedicada e quase desconhecida profissão.